Prefeitura

Prefeitura cadastra empresas na área urbana

25

Por Prefeitura Municipal de Guaçui, fonte Assessoria de comunicação da prefeitura de Guaçuí
Publicado em 22/05/2017 às 20:43  •  atualizado há 3 meses

O foco do trabalho são empreendimentos que possam causar degradação ambiental
 
Orientar proprietários de empresas e indústrias que atuam com atividades que possam provocar algum tipo de dano à natureza. Este é o objetivo do serviço de cadastramento que está sendo realizado desde março deste ano na área urbana de Guaçuí pela equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.   

Cerca de 30 empreendimentos foram visitados, entre eles serralherias, oficinas mecânicas e de lanternagem e pintura, lavadores de veículos, ferros velhos, postos de combustíveis, torrefação e/ou moagem de café e fábricas de massas alimentícias.

As irregularidades mais encontradas são: falta de sistema que possibilite o reaproveitamento da água; depósito de produtos poluentes a céu aberto ou misturados ao lixo doméstico; e falta de caixas separadoras de resíduos, o que implica no despejo diretamente em rios, córregos e lagos.

“O propósito do cadastramento é fazer um banco de dados do município. Queremos saber como está a questão ambiental em cada empresa que desempenhe atividade potencialmente poluidora, se elas possuem alvará expedido pelo município e licenciamento ambiental, ou seja, quais estão adequadas e quais precisam de adaptação às normas que visem à preservação dos recursos naturais. Esse é o primeiro passo e um pré-requisito para que, futuramente, a prefeitura possa oferecer o serviço de licenciamento ambiental, o que vai facilitar bastante a vida dos empresários e o desenvolvimento da cidade, sem deixar de lado a consciência e a atitude ecologicamente corretas”, explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Weriton Soroldoni.

O trabalho de levantamento do panorama ambiental das empresas e de orientação aos proprietários para que atendam aos critérios de redução de impactos faz parte das resoluções do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Consema). “O licenciamento atualmente realizado pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) é a forma de minimizar a poluição, pois para receber a licença, a empresa precisa seguir uma série de normas que visam à proteção da água, do solo e do ar”, acrescenta Soroldoni.

O secretário municipal esclarece ainda que o trabalho de cadastramento não tem caráter punitivo e sim de orientação e conscientização. “Mas é muito importante que todos percebam as vantagens dos cuidados para com o meio ambiente. Com as atitudes corretas ajudamos a manter os recursos essenciais para a manutenção da vida, especialmente a água, além de reduzir os efeitos sobre o clima no planeta, que aquece de maneira assustadora. E os consumidores podem participar desse processo de proteção do equilíbrio ecológico escolhendo, entre os produtos e serviços disponíveis no mercado, os que causam o menor dano possível à natureza”, destaca Weriton Soroldoni.

 
Texto: Superintendência de Imprensa Oficial/ Ana Paula Fassarella
Foto: Divulgação_PMG_Jackson Vimercati

 
Mais informações:
Superintendência de Imprensa Oficial
comunicacao@guacui.es.gov.br
www.guacui.es.gov.br
www.facebook.com.br/prefeituradeguacui
(28) 3553-3389


Os textos produzidos pela assessoria de comunicação da prefeitura de Guaçuí podem ser reproduzidos gratuitamente, apenas para fins jornalísticos, mediante a citação da fonte: Assessoria de Comunicação/Prefeitura de Guaçuí.

Fotos

Prefeitura cadastra empresas na área urbana

https://guacui.es.gov.br/noticia/2017/05/prefeitura-cadastra-empresas-na-area-urbana-aqmji.html

Publicações relacionadas

Aguarde, enviando dados!

clear

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

aceitarpolítica de privacidade